Colunas

Não desista do cliente

Publicado em: 21/12/2018

Para começar, penso que mais difícil do que produzir um bem ou um serviço, é vendê-lo e gerar com ele a receita que, no mínimo, seja o suficiente para cobrir o seu custo de produção. Qualquer bem ou serviço que uma pessoa tiver a ideia de ofertar, facilmente encontrará quem já o tenha feito ou o ajude a produzir. Esta conjuntura vale tanto para os bens e serviços mais simples quanto para os mais complexos. 

Portanto, avalio que produzir não é o maior desafio, mas, sim, realizar a venda. Nesse quesito, as empresas falham muito. No discurso, todos são excelentes e aplicados vendedores. Porém, na prática, se percebe facilmente que ocorrem os equívocos mais básicos.

Toda vez que se falha na venda, a receita da empresa é reduzida. Essa atitude pode ser decisiva para tornar o negócio financeiramente inviável. Quer um exemplo? Basta entrar em qualquer loja e testar a capacidade que os vendedores têm de não desistir de você. Ao pedir um produto, em uma loja física, se de maneira fácil e rápida o vendedor não o encontrar, diz que não tem, recua e volta para a sua posição de espera, parecendo concentrar sua atenção no aguardo de um novo cliente, desistindo de você. 

Muitos vendedores e seus supervisores ainda não perceberam que, além do desafio da venda, existe a dificuldade de fidelizar o cliente: fato especial e singular para uma empresa ou prestador de serviços. No caso do vendedor, o melhor é agradar o cliente e motivá-lo a comprar um produto similar que você tenha disponível ou que o cliente, mesmo não realizando a compra, o procure quando precisar de outro item.

É natural que esse exemplo não se aplique a todas as situações. Há momentos em que os vendedores já entenderam exatamente essa mensagem, ou seja, a de que não se deve desistir do cliente. Por mais desinteressado que ele demonstre estar em comprar o bem procurado ou um similar, é preciso continuar oferecendo sua atenção. Além de agradá-lo, você terá a chance de descobrir o que mais ele precisa. Tão bom ou melhor é vender ao cliente aquilo que talvez nem ele tenha a consciência de que precisa. 

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Importante: Comentários com conteúdo sensível, impróprio ou que for considerado inadequado – por qualquer motivo, a critério do moderador – serão sumariamente deletados.

1 COMENTÁRIO(S)

Muito bom, é exatamente isso que acredito, o bom vendedor não é aquele que vende o que o cliente veio comprar, mas sim algo a mais. Parabéns meu irmão
comentado por Miriam Fonseca Peres Girelli em 09/01/2019