Colunas

Beleza que faz bem

Publicado em: 02/02/2018

Algumas plantas são cultivadas pela beleza e por suas propriedades medicinais. Plantar também pode ser um jeito de cuidar da saúde. Vamos falar de uma delas a Perpétua-do-Brasil (Alternanthera brasiliana) é conhecida como Penicilina-vegetal, Carrapichinho-do-mato, Sempre-viva, Caaponga, Quebra-panela, Cabeça-branca, Acônito-do-mato, Nateira, Terramicina, Infalível, Doril.

Trata-se de uma planta herbácea, arbustiva, medicinal e ornamental cultivada em todo Brasil. Resistente às variações de temperatura, adapta-se a todos os climas, mesmo os mais frios.

A planta adulta atinge mais de um metro de altura. As folhas podem variar do roxo avermelhado (brasiliana), da mesma família existe uma espécie com folhas verdes (tenella) e outra com bem menor (Litle ruby), pode ocorrer também a variação dentada (dentata). Em todas as flores bem miúdas e agrupadas em vários cachos variam entre o branco e o amarelo, ocorrem praticamente todo ano. Exige pouco cuidado para cultivo.
Muito empregada em jardins e paisagismo pelo valor ornamental e cores marcantes. A Alternanthera tenella é considerada erva daninha quando ocorre em plantações, dada a sua rápida capacidade de reprodução.

 

Planta Medicinal

Utilizada pelos povos nativos da América do Sul como erva medicinal em chá tanto de folhas ou flores, em maceração de toda planta para confecção de emplastros, compressas e unguentos. A Perpétua possui princípios ativos com propriedades adstringente, analgésica, anti-inflamatória, antidiarreica, bactericida, depurativadigestivadiuréticahepática.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Importante: Comentários com conteúdo sensível, impróprio ou que for considerado inadequado – por qualquer motivo, a critério do moderador – serão sumariamente deletados.

Deixe seu comentário.
×

Assine Aldeia

Por apenas R$ 9,90* / mês.

Deixe seu telefone, nós ligamos para você.
Venha fazer parte da nossa tribo!