É de tirar o chapéu!

A maior feira agropecuária do Oeste do Paraná, quinta maior do Estado e décima maior do País se firma definitivamente como um dos mais expressivos eventos do setor agropecuário

Texto Rejane Martins Pires
Fotos Fábio Conterno

Prestes a completar 40 anos, o advogado Adani Triches lembra com precisão a primeira vez que pisou no Parque de Exposições Celso Garcia Cid. Foi em 1986, quando ganhou o primeiro cavalo de seu pai.

Desde então, sua vida se confunde com a história do parque e, é claro, com a Expovel. Foram ali as primeiras cavalgadas, as primeiras lições de trabalho (tratando os animais e limpando baias) e até o primeiro amor. “Conheci minha esposa, Ellen, na Expovel, noivei na Expovel e até minha formatura foi aqui. Então, não é um simples evento, é uma vida”, conta.

Isso explica em muito sua coragem para assumir a presidência da Sociedade Rural do Oeste (SRO) em 2016, num momento de muita descrença em relação ao futuro da feira. Pela sua história, tinha o crédito dos veteranos, mas sabia que seus passos iam ser observados com diligência. De fato, a missão era melindrosa e exigia pulso firme: reposicionar a feira como o grande evento da cidade e região demandou muita conversa. “Tínhamos dois extremos. De um lado uma marca muito forte e, de outro, um certo descrédito. Era preciso unir todos em prol de um objetivo comum”, lembra.

 

 

DECISÃO ASSERTIVA

Para quem via a Expovel minguando a cada ano, parecia impossível. Para Adani, só mais um desafio. E ele foi certeiro. Com a abertura dos portões para o grande público, reposicionou a exposição dentro dos grandes eventos em nível estadual e estadual. E o melhor, recuperou a essência da feira. É um evento de negócios, sim, mas também é um lugar de entretenimento e lazer para as famílias. “Comer na barraca, visitar estandes, assistir aos rodeios e shows traduzem o espírito da Expovel e não podemos perder isso”, reforça.

Se em 2016 liberar a entrada gratuita parecia loucura, neste ano veio a confirmação de que a decisão foi assertiva. Em sua 38ª edição, passaram pelo parque nada menos que 160 mil pessoas. Para cinco dias de feira, é muita gente. Alegria não apenas para o presidente e sua equipe, que até confidenciavam uma certa preocupação, mas também para os 600 expositores que já confirmaram presença em 2018.

As máquinas voltarão

Por falar em 2018, a próxima feira já começou. Ali mesmo nos bastidores da 38ª, nascia a 39ª edição, cuja novidade ficará por conta da volta das máquinas. “Nos últimos anos, perdeu-se um pouco o foco e o setor de máquinas acabou se afastando, porém entendemos que o evento representa o homem do campo como um todo e as máquinas fazem parte disso”, explica Triches.

E que fique bem claro. Não se trata de rivalizar com o Show Rural, evento promovido no mês de fevereiro em Cascavel. “Ao contrário, Expovel e Show Rural são eventos distintos, com públicos distintos e se complementam. Quanto mais eventos deste nível tivermos aqui, melhor para a nossa cidade”, acrescenta.

Rodeio, patrimônio nacional

Reconhecido como patrimônio cultural do Brasil, o rodeio é também um patrimônio local. Prova disso está no público superior a 30 mil pessoas a cada dia de disputa. “A grande atração dos portões abertos, aliás, é o rodeio”, frisa. O público acompanha o julgamento, critica, faz comentário, conhece os peões, enfim, entende de rodeio. “E isso nos motiva a melhorar sempre. Já estamos discutindo, inclusive, a sua reformulação, bem como uma nova grade de shows. Acreditamos na Expovel porque ela tem um grande potencial de crescimento”, conclui.

 

Trabalho em equipe

Como ninguém faz algo grandioso sozinho, Triches faz questão de valorizar o trabalho e a dedicação de seu vice-presidente Devair Bortolatto (“Peninha”), da equipe de colaboradores e de toda a diretoria da SRO. “Só tivemos este êxito graças ao trabalho em equipe. Todos acreditaram neste novo formato e se envolveram integralmente”.

Adani Triches: brilho nos olhos e dedicação full time em dias de feira

 

“Foi um grande desafio assumir a SRO e reformular a Expovel, mas deu certo. Sempre acreditei nisso”

COMENTÁRIOS

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Onde comprar