Matérias

ITAIPU

Aves ganham “festinha” no Dia dos Namorados

Texto Assessoria de Imprensa
Foto(s) Evelyn Alfonzo

Publicado em 15/06/2021


Aves do Refúgio Biológico da Itaipu ganham “almoço especial” no Dia dos Namorados.  No sábado, bicharada foi contemplada com uma alimentação especial

Adeptas à monogamia, ainda que com algumas puladas de cerca – ou melhor, de poleiro –, aves de diversas espécies do plantel do Refúgio Biológico Bela Vista da Itaipu, em Foz do Iguaçu (PR), receberam um presente especial no Dia dos Namorados. Na data, celebrada no sábado, 12 de junho, a bicharada foi contemplada com uma alimentação especial, composta por sementes e rações servidas sobre corações de papelão.

“Acompanho outras instituições de conservação que trabalham com o enriquecimento ambiental e vi que algumas adotaram essa temática do Dia dos Namorados. Daí surgiu a ideia deste enriquecimento para nossas aves, que poderia ser visto pelos visitantes”, disse a zootecnista Evelyn Alfonzo, terceirizada da empresa Trechos e que atua no RBV, junto à Divisão de Áreas Protegidas (MARP.CD) da Itaipu.

A “festinha” ocorreu no último sábado no recinto das jacutingas, uma das espécies monogâmicas, e no recinto de imersão, onde animais adeptos do “até que a morte nos separe” dividem espaço com outras aves desapegadas da fidelidade conjugal.

Cerca de 30 animais foram beneficiados. Entre as espécies estão araras-vermelhas, araçaris, caturritas, guaxes, maitacas-bronzeadas, maracanãs, mutuns-de-penacho, papagaios-de-peito-roxo, papagaios-verdadeiros, periquitão-maracanã e periquitos-de-encontro amarelo.

Segundo Evelyn, a equipe foi toda envolvida. “Tentamos deixar os ambientes mais bonitos e os animais mais apaixonados ainda”, brincou a zootecnista. 

Bem-estar animal
Embora lúdica, a atividade é séria e desenvolvida mensalmente no Refúgio Biológico para garantir o bem-estar animal. A diferença, desta vez, foi a roupagem romântica dada ao enriquecimento ambiental - ação que impõe desafios e novidades para simular situações da natureza para animais em cativeiro.

“O nosso intuito é sempre manter os animais com o melhor bem-estar possível e temos cada vez mais procurado entretê-los e estimular seus comportamentos naturais”, disse a médica veterinária Aline Luiza Konell, da Divisão de Áreas Protegidas da Itaipu. “Achamos interessante aliar datas comemorativas com atividades que chamem a atenção tanto dos animais, quanto dos nossos visitantes. Trabalhando com uma equipe multidisciplinar, conseguimos montar um ambiente dinâmico e interativo, prezando a qualidade de vida dos animais que vivem no Refúgio”, completou a médica veterinária.

Para garantir a saúde das aves, os alimentos foram colocados sobre uma espécie de cola natural, feita com farinha de trigo e água. Rações extrusadas (aquelas nas quais os alimentos são aquecidos, transformados em uma peça única e triturados) foram, então, coladas sobre o coração de papelão. O mimo incluiu, ainda, alguns petiscos, como sementes de girassol. O resultado foi positivo: fiéis aos parceiros ou não, as aves tiveram um dia mais movimentado e gostoso, com benefícios ao seu desenvolvimento cognitivo.

Recintos das aves
Os dois recintos que participaram da atividade fazem parte do circuito turístico do Refúgio, que pode ser visitado às quartas, quintas, sábados, domingos e segundas-feiras. No passeio, os visitantes também conhecem de perto a morada das harpias, espécie ameaçada de extinção e que é reproduzida com sucesso na Itaipu em um programa reconhecido internacionalmente.
Mais informação sobre o roteiro podem ser obtidas em https://ingressos.turismoitaipu.com.br/p/itaipu-refugio-biologico

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Importante: Comentários com conteúdo sensível, impróprio ou que for considerado inadequado – por qualquer motivo, a critério do moderador – serão sumariamente deletados.

Deixe seu comentário.
×

Assine Aldeia

Por apenas R$ 9,90* / mês.

Deixe seu telefone, nós ligamos para você.
Venha fazer parte da nossa tribo!